quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Como "gerei" meu Blog? Afinal eu tinha que gerar algo né?


Confesso!!!! 


Até 2009 os únicos blogs que eu acessava eram os de viagens e turismo. Outros blogs simplesmente não existiam no meu universo, até, nos mudamos para a Noruega.


Lá, senti a necessidade em compartilhar com a família e com amigos, todas as descobertas e experiências fantásticas que estávamos vivendo, então, criei o Simply Life, mas nunca tive a coragem de publicá-lo. Sabe, eu me sentia exposta, era muito estranho divulgar algo seu, coisas tão privadas (ai, ai). E assim... o Blog que nunca acordou, continuou dormindo... ronca blog...
***
Daí os cabelos mudaram... a vida mudou...
***
Pouco tempo depois, alguns meses após a adoção de nossos filhos, fomos até uma livraria em busca de livros, revistas, sei lá, alguma informação relevante sobre o tema. Mas tudo estava muito restrito. Eu encontrava o assunto  sempre vinculado a uma religião ou coisa parecida e na verdade eu queria ler sobre vivências, experiências que deram certo e até mesmo sobre erros que poderíamos evitar. Eu queria "trocar figurinhas"... E foi então, que dentro de uma das livrarias no Brasil, uma vendedora me perguntou:


_Você pretende adotar?
_Na verdade eu já o fiz, tenho dois filhos. Mas eu gostaria de ler mais, saber se estamos no caminho certo, trocar experiências, enfim...
Ela me respondeu:
_Então, se você já tem esta vivência, comece por você. Escreva um livro sobre o assunto, isto pode ajudar muitas outras famílias que procuram por este tema, assim como você o faz agora...


Bom, a ideia era boa, mas a coragem, não. Eu saí da livraria com a sensação de que eu não poderia "ensinar" nada a ninguém e que escrever seria uma grande pretensão de minha parte...


E o tempo foi passando. 


Outras pessoas me incentivavam e eu jamais me imaginava nesta função. Então, comecei a perceber que o que era comum pra mim, não era para outros. Em conversas casuais, percebi que respondia muitas perguntas sobre adoção e tudo o que envolve este assunto. Amigos, família, vizinhos, amigos dos amigos... TODOS.  As perguntas eram cada vez mais recorrentes e eu sempre falava sobre a mesma coisa, em todos os lugares e isso me chateava um pouco. Eu não era um Manual, era uma Mãe tentando aprender a ser Mãe. E tenham certeza, também ouvi MUITA besteira, muito preconceito velado... 


Assim começou a gestação do meu Blog!!! 


Na tentativa de registrar em detalhes tudo o que vivemos e poder compartilhar nossas descobertas com os amigos e com a família que moram tão longe da gente. Também foi uma forma incrível de quebrar paradigmas, de vestir a camisa e assumir erros e acertos, sem racionalizar demais.  É um diário incrível... 


Aos poucos, o blog começou a ganhar corpo e eu, fui aprendendo a perder o medo da exposição, fui me livrando de algumas neuroses adquiridas ao longo do caminho. Foi bom!! hummmmmm... 


E eis que ele nasce... 


Posso dizer com toda a certeza que meu blog nasceu realmente no dia em que o texto: Histórias ao Contrário foi publicado no Portal MMqD. À partir daquele dia fiz várias amizades virtuais, conheci outras mamães com as mesmas dúvidas e dilemas que os meus e tive a maior das minhas surpresas: Receber  e-mails de outras mulheres que possuem algum tipo de dificuldade para engravidar ou que pretendem adotar e  que chegaram até o blog pelo Portal e por indicação de profissionais (psicólogos e assistentes sociais)!! Legal, né? Tenha certeza, esta foi a mais agradável, inesperada e a maior surpresa desde o nascimento do Blog.



E agora?? Ah, agora o grande desafio é: 


Ver o desenvolvimento saudável desta criança (o blog) e que este grande arquivo, um dia se torne um grande presente para a história da nossa família. Que nossos filhos tenham orgulho em possuir a história que possuem. 


E como de praxe, 


Bisous, Pandora... "Vestindo a Camisa 2"





9 comentários:

  1. Jú...eu sou sua fã e fã do blog e fã das coisas que esceve e....

    bem, deixando a tietagem de lado, realmente gosto muito desse cantinho e pode ter certeza, já aprendi muito por aqui...obrigada por ter decidido dividir com a gente essas lindas histórias de mãe e filhos...é como se estivessemos sentada no quintal, conversando, entende?!!! Adoro!

    Bj

    ResponderExcluir
  2. Vim parar por aqui através do blog da Dani e de cara já conheci um resuminho da sua história de do blog! Muito legal.
    bjus

    ResponderExcluir
  3. Ai que lindo! Acho que vc foi a única que li que falou sobre a gestação do blog, como contei na minha postagem, o meu não foi "gerado" foi de supetão mesmo! Adorei seu relato! Bjão grandão!

    ResponderExcluir
  4. Ju(de tanto vir aqui no seu cantinho, já me sinto intima rsrs), a forma como você escreve é unica, por isso que não perco um post seu, além de ficar fuçando e lendo os posts antigos rsrs, sempre me emociono. As historias que você conta aqui deveriam ser publicadas mesmo, um livro não seria uma má ideia, eu seria a primeira a comprar. Beijos!

    ResponderExcluir
  5. OI Juliana,
    adorei a sua históra. Amei a ideia ter surgido em uma livraria.
    É cansativo mesmo repetir sempre a mesma história.
    A blogosfera é lugar onde encontramos muitos amigos, muitas pessoas com interesses em comum.
    O meu blog não passou por uma período de gestação, ele simplesmente nasceu. E eu totalmente despreparada. Mas fui aprendendo e continuo a cada dia parendendo mais nesse universo.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Meninas, obrigada por visitar meu cantinho e pelos incentivos!!
    Um beijo grande em cada uma, e "tamujunto"!!!
    Cris, vou lá conhecer seu espaço, obrigada pelo carinho, Juliana

    ResponderExcluir
  7. Olá! Gostei da história e do blog.
    Todos somos mestres uns dos outros! Sempre temos algo a aprender e a ensinar (e também mudra e aperfeiçoar pensamentos e ideias!)

    Se quiser ler a minha
    http://www.alinedexheimer.com/meu-mundo-virtual.aspxBeijos,Aline

    ResponderExcluir
  8. Nossa Jú! Então eu conheci seu blog recém-nascido, no dia do post do MMqD. Só que quem chorou depois do parto foi eu! hahahahah

    beijo

    ResponderExcluir
  9. Adorei o relato!
    Agora vou passear pra conhecer mais sobre a sua história!
    Bjo

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo(a)! Sente aqui na varanda que eu vou passar o café!