quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Eu me permito!! Et pourquoi pas? Why not?...

Enquanto preparo o almoço e o arroz cozinha lentamente na panela, aproveito pra registrar aqui, tudo aquilo que a cabeça não pára de pensar.

"Jobim" às quartas-feiras não tem aula e neste exato momento brinca com o melhor amigo, Ticcian. Eles já exploraram o apartamento inteiro, pularam no sofá, se arrastaram embaixo das cadeiras, derrubaram o violão do papai... aquela coisa básica de testosteronas quando se encontram.
Também estou ajeitando a casa após um delicioso jantar (mexicano) em casa, mas eu diria que não foi bem mexicano, foi um jantar globalizado. Assim óh:
Um jantar com as amigas...

  • Comida mexicana (Fajitas, Tacos, Chilly, Guacamole, etc);
  • Bebida típica brasileira (caipirinha de limão e caipiroska de abacaxi);
  • Sobremesa mineira (balinhas de doce de leite enroladas na palha);
  • E... algumas pessoas deste mundão afora. Minha professora de Francês vinda do sul da França, uma colega de turma da Bosnia, outra colega do sul do Brasil e eu. Na verdade, nós três dividimos a mesma turma nas aulas de francês e resolvemos fazer o teste se após algumas biritas melhoraríamos nossa fluência verbal nesta língua pra lá de linda.
Nestes encontros, quanta coisa a gente aprende. Além de muitas risadas e bobeiras, a gente também fala de assuntos sérios, bom, pelo menos tentamos. Posso inclusive dizer que após conhecer minha amiga da Bósnia,  tive um outro olhar para os sobreviventes de uma "Guerra". E a Bósnia, que antes eu só conhecia nos livros de História e com referências bélicas, agora me parece ser um país de pessoas alegres, um país que sobreviveu e tenta se reerguer após tanto sofrimento. 
E sabe que estou acreditando que meu mapa astral deve estar enfrentando algumas mudanças, afinal, tenho me sentido diferente ultimamente.
Diferente como??
Bom, começaremos pelo meu filho mais novo.

Até junho deste ano, ele estudou em uma Garderie e agora frequenta a escola com o irmão, mas em classes diferentes. Ele está no "Primeiro Infantil" e o mais velho, no "Segundo Infantil". 
Com a entrada dele na escola eu também re-descobri aquilo que achava que conhecia e mais uma vez, volto a dizer:  generalizações realmente não estão com nada. 

O cenário é o mesmo, ou seja, a mesma escola na montanha encantada. O mesmo local, mas, com situações diferentes e um monte de novas possibilidades. Enfim, descubro como é boa esta fase escolar e tenho curtido muito cada momento.  Meus filhos são sem dúvida, um grande presente na minha vida e eu me PERMITO aprender o tempo todo com eles, apesar de findar o dia em estado de pura exaustão.

Com eles, tenho a oportunidade de experimentar a água e o vinho (eles são totalmente diferentes) e tentar com isso, me melhorar enquanto pessoa. Para aqueles que mais sábios, aqui vai meu desabafo:

"Só sei, que nada sei". 

Aprendo TODOS os dias!! Me olho, me vejo, me observo e muitas vezes ADORO SER A PESSOA QUE SOU, outras vezes me sinto o menor ser deste mundo.

Mas o balaço no final até que é bom, quer saber? 
  • Eu me PERMITO ERRAR! Acho que esta é a minha melhor característica. Eu adoro experimentar o novo. Novos cortes de cabelo, novos caminhos até a escola, novos sabores de sorvetes... adoro tudo o que a vida tem a oferecer e por conta disso, muitas vezes erro e outras tantas, acerto. 
  • Eu me PERMITO rever minhas convicções e mudar de opinião se um outro argumento me convencer.
  • Eu me PERMITO ler livros fictícios, espiritas e de toda e qualquer ordem e não me preocupo com as críticas que poderei receber por isso.... Se você esperar uma opinião formada sobre tudo e se sua intenção for ser politicamente correto(a) o tempo todo, ahhhh, aí fica difícil. Cada pessoa tem uma visão diferente sobre a vida e isto depende das experiências que cada um carrega. 
  • Eu me permito ousar. Escrever, fazer vídeos da minha pessoa para tentar com isso ajudar alguém (apesar de quase morrer de vergonha quando me vejo), enfim, me permito assumir a minha vida sem maquiagem, em ter uma vida sem Photoshop, pra quem quiser ler e ver. 
E eu estou adorando esta fase de "quase"tudo no lugar, tudo se encaixando. Desacelerar foi muito importante, apesar de sentir falta de muitas leituras de blogs amigos, de ter lido alguns pelo celular e não ter a menor coordenação motora pra digitar um comentário no mesmo (o dedo é gordo gente...), sinto falta de participar de grupos de discussão nas redes sociais... Mas, tive que priorizar. 
Nesta retomada, "Tom" está mais calmo, sem deixar de ser agitado, entende? "Jobim", agora com cinco anos, já me deixa nostálgica, afinal, por onde andam aquelas bochechas gordinhas que estavam ali até alguns meses atrás? Ahhh, tenho saudade de nunca ter tido um bebê em casa, dos meninos com bochechas gordas e isso tem me empurrado literalmente a  curti-los o máximo que posso, pois eles crescem rápido. 

E sabe que às vezes até penso em uma menininha pra completar a turma. "Tom" já me pediu diversas vezes... Será?
Será que eu me permito?  

Bisous, 

7 comentários:

  1. uuuuia! vc é ótima se permitindo as coisas, vou tentar seguir seu exemplo!
    bjos

    ResponderExcluir
  2. Juliana, que bom que vc melhorou e conseguiu ver o lado bom de desacelerar... a gente (mulheres e mães) tende a se sentir Mulher Maravilha que pode tudo e não deve deixar nada pra amanhã, e às vezes nosso corpo nos obriga a dar uma pausa.
    Te admiro por muitas coisas, com certeza uma delas é essa característica de se permitir, coisa que aprendi na marra e ainda sou iniciante.
    Um beijão!

    ResponderExcluir
  3. Ju, tem que se permitir... ja que vc falou em Bosnia, quando tiver um tempinho, assista: No pais do sanque e do mel, escrito e dirigido por Angelina Jolie, que por sinal foi muito corajosa.
    Faz uns 20 dias que assisti este filme e to impressionada ate agora, nao sei se vc ja viu o trailler, mas trata-se de um casal de namorados. Ela bosnia e ele servio, quando a guerra comeca, ela passa a ser prisioneira dele. Meninaaaaaa, trata-se de tantos assuntos... eu recomendo! Bjs. Monica

    ResponderExcluir
  4. oi!!! ta animada amiga.... então vai nessa...
    se sabe que eu comecei a pensar no segundo??? verdade... quem sabe não vem junto o seu terceiro com meu segundo... rsrsr
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Simmmmmmm! Eu com certeza vou me permitir ter uma menininha para o time! Pour quoi pas amiga??

    ResponderExcluir
  6. adorei o que vc escreveu... me deu ânimo p/ mudar de corte de cabelo hj... hehehe..
    Ju, pensa como eu sou criticada, tenho 8 filhos... nem ligo! me permito mesmo... só vc sabe quem é vc (profundo, hein?)
    Se permita mesmo ter uma menina.. seus filhos e seu marido vão gamar! rs

    ResponderExcluir
  7. Oi Ju! Saudades!!! Lendo esse post não podia deixar de gritarrrr: Uma menininha jáaaaaaaaaaaaa!!!!!! Bjos pra vcs e dois especiais nos meninos mais lindos de toda a Europa!!! ;)

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo(a)! Sente aqui na varanda que eu vou passar o café!