Pular para o conteúdo principal

Ele é o cara!!!



Te juro, nunca gostei de Roberto Carlos. Achava brega, meloso, estranho... Mas daí que a vida dá muitas voltas, a gente revê alguns conceitos, começa a adorar couve, sushi e claro, a gente muda.

Então, que eu nessa solidãoapósàsvintehoraseomaridoestáviajando vida em outro país, me conecto com o Brasil assistindo novela. Isso, eu assisto no.ve.la. Pronto, falei. Não me orgulho nem um pouco, mas quando a noite cai, filhos dormindo, marido viajando e eu já li bastante na porta da escola, resta-me o encontro caloroso com o Brasil, através deste recurso que pouco me acrescenta, mas muito me distrai.

E depois de escutar muito a tal música nova do "Rei", acabei me simpatizando com o romantismo neurótico da letra e na verdade, também estou adorando quando vejo as paisagens da Turquia,  afinal,  estivemos lá há alguns meses e é sempre bom recordar bons momentos.

Mas "o cara" minha gente, mora aqui. Ele é lindo, fofo... e o cara, é o meu filho caçula"Jobim"!!
Quer ver? Então siga a legenda:

AZUL: Mamãe
VERMELHO: "Jobim", o cara.

O cara que pensa em você toda hora  (diz: "né, mamãe?" o tempo todo)
Que conta os segundos se você demora ("minha mamãe tá demolando"...)
Que está todo o tempo querendo te ver (Oi mamãe!!!)
Porque já não sabe ficar sem você (Que bom, que bom!!!)

E no meio da noite te chama ("Mamãe, quero fazer xixi"!!!)
Pra dizer que te ama ("Posso dormir na sua cama"???)
Esse cara sou eu

O cara que pega você pelo braço ("vem ver mãe, vem ver o que eu fiz"!!)
Esbarra em quem for que interrompa seus passos ("Ela é minha princesa papai"!!!)
Está do seu lado pro que der e vier ("Filho, vamos no supermercado"?? "De novo mãe"???)
O herói esperado por toda mulher (Jobim, meu herói...)

Por você ele encara o perigo ("Papai, a mamãe é só minha"!!!)
Seu melhor amigo ( E é!!!)
Esse cara sou eu

O cara que ama você do seu jeito (Descabelada, de pijama e meia de urso (Oi?I)...)
Que depois do amor você se deita em seu peito ( colo de mãe!!!)
Te acaricia os cabelos, te fala de amor ("Você é linda"!!!)
Te fala outras coisas, te causa calor ("Ai filho, espera aí, deixa a mamãe fazer o almoço"...)

De manhã você acorda feliz ( VERDADE!!!)
Num sorriso que diz ("Bonjour mamam"!!!!!!)
Esse cara sou eu
Esse cara sou eu

Eu sou o cara certo pra você (Ok, você, papai e "Tom", tá?)
Que te faz feliz e que te adora (Verdade!!!)
Que enxuga seu pranto quando você chora ("Obrigada filho"!!)
Esse cara sou eu
Esse cara sou eu

O cara que sempre te espera sorrindo ("É que sou meio bonachão mesmo"...)
Que abre a porta do carro quando você vem vindo (Opa, aqui fazemos o contrário!!)
Te beija na boca, te abraça feliz (Você tenta, mas papai não gosta!!!)
Apaixonado te olha e te diz
Que sentiu sua falta e reclama
Ele te ama (Mas eu sempre chego meu filho!)
Esse cara sou eu

Esse cara sou eu
Esse cara sou eu
Esse cara sou eu
Esse cara sou eu
Link: http://www.vagalume.com.br/roberto-carlos/esse-cara-sou-eu.html#ixzz2E1TizqKJ


Comentários

  1. ownnn coisa mais linda!!!!!!!!!!!!!!!!

    Amei o texto!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia amiga,
    Td bem? Adorei o novo visual...
    Quer dizer que tenho uma companheira que assiste novela. Como vc faz? Assinou Globo internacional...quero detalhes, pois assumo que fiz isso nesse tempo no Brasil e já estou com saudades... Vamos nos falar qualquer dia desses? Só preciso desmanchar todas as malas...rs rs rs rs
    Beijos e saudades

    ResponderExcluir
  3. Oi Celi, quanta saudade!!
    Eu assisto pelo computador, um beijo enorme e bem vinda de volta!!

    ResponderExcluir
  4. Entao Ju,

    No Brasil, eu raramente assistia novela... masssssss, logo que cheguei aqui, foi la na lojinha portuguesa comprar algumas coisas e me deparei com um "burburinho" de umas 5 mulheres portuguesas falando de um tal de Raj da novela.
    Sabendo que eu sou brasileira, a dona da venda disse assim: conta ai o que vai acontecer nos proximos capitulos da novela, voce deve saber porque no canal de voces passa adiantado e nos a m a m o s o Raj.
    E eu: nao sei quem é Raj e nem que novela ceis tao falando...
    And o "burburinho" se voltou contra mim: COMO VC NAO SABE DO QUE ESTAMOS FALANDO??? VOCE NAO SABE QUEM E O RAJ? MASSSS VOCE NAO E BRASILEIRA????
    Ju, depois de uma intimada destas fiquei ate com vergonha...
    Assisti toda a novela do Raj no Youtube, depois assisti Oi Oi Oi e hoje, apos uma grande evolucao assino a Globo e a Globo.com. Nao perco Morena e Theo, e acho super valido os caminhos de Gloria Peres pra mostrar ao Brasil, nem que seja uma partezinha do mundo la fora... e tambem como ela mesma disse: ela da voz a quem nao tem (na questao de trafico de pessoas)
    Depois da intimada das amigas portugas, fiquei pensando: sera que nao nos acrescenta nada mesmo??? Sera que nosso olhar critico (eu sei, tem toda a parte comercial por tras) nao nos faz encontrar alguma coisinha positiva que nos ajude no dia-a-dia?
    Conclui que novela é um produto brasileiro de muitissimo boa qualidade (ninguem faz igual) e ate tenho orgulho disso!
    E quanto ao Rei RC, da uma olhadia na obra dele la na decada de 70, nao da pra passar desapercebido... tirando de lado a fase caminhoneiro, Maria Rita e o brinco de pena (argh), eu adoro: COMO VAI VOCE? e NUNCA MAIS VOCE OUVIU FALAR DE MIM...
    Bjs. e ai? Ce acha que a Bianca fica com o Ziah? rsrsrsrsrsrs
    Monica

    ResponderExcluir
  5. Que conforto saber que pessoas da mesma geracao que eu também gostam do Robertao! kkkk Eu sofro bullying constante por isso! rs Mas tô nem aí, o Rei sempre será o Rei... rs
    E novela? Putz, também adoro... e por mais que eu jure que nao vou acompanhar a próxima, semanas depois estou eu lá vidrada na telinha! rs Dessa vez, estou gostando muito da novela das 6, Lado a Lado... um primor!
    Brega, clichê, whatever! o importante é fazer o que te dá prazer... =)

    ResponderExcluir
  6. Oi Juliana, tudo bem? Casinha nova...
    Juliana, leio o teu blog desde que ele apareceu no MMQD,nunca comento, mas estou sempre por aqui pq gosto muito da história de vocês.
    Eu nãos sei se vc já viu esse vídeo, mas ao vê-lo só pensava em te enviar. Espero que goste.
    http://www.youtube.com/watch?v=zEaRwIDdfvo

    ¡Felicies Fiestas! Beijos.

    Mônica

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Seja bem-vindo(a)! Sente aqui na varanda que eu vou passar o café!

Postagens mais visitadas deste blog

Filho é filho! Já dizia a sábia raposa...

Não foi à toa que voltei a escrever e antes de voltar no tempo e tentar resgatar as memórias destes quase quatro anos de pausa, vou compartilhando as novidades “fresquinhas”.  Dias atrás, “Tom”, 10a, chegou em casa com um livro da escola. Aliás, coisa que adoro por estas bandas dos alpes gelados é que a leitura diária é levada muito a sério. E eles tem que ler em voz alta para alguém, que neste caso, sou euzinha. Cada um na sua vez, diariamente e eu virei uma “ouvidora” de histórias. Então, “taveu” fazendo catando algum chinelo, lápis, coco da cachorra algo que não me lembro bem agora e lá vem Tom, pra fazer a leitura deste livro:    O livro era daqueles antigões, com a capa dura e um cheirinho peculiar de naftalina (Oi?). Mas era da biblioteca da escola e estava bem conservado e encapadinho. Ainda perguntei a ele: “ Quem escolheu este livro filho? ” e ele… “ eu mãe, achei a capa bonitinha” .  O livro não tinha propriamente uma capa com apelo interessante para a le

Lágrimas em letras

Filho do irmão da minha mãe com a irmã do meu pai. Como? Isso mesmo, éramos primo/irmãos. As mesmas avós e avôs, os mesmos tios, as mesmas histórias. Você?  Lindo. Lindo mesmo!!! Wow!! Sempre foi uma criança linda, um menino com um narizinho arrebitado e perfeito que sempre tirava sarro de um teatrinho de Natal que euzinha preparei e claro, te levei junto. Você ria e me lembrava destes micos que pagamos em nossas infâncias. Brincávamos no terreiro de café da casa do "vô"Júlio, tomávamos guaraná Cibel na casa da "vó" Nadéia e quando nos tornamos adolescentes, continuamos juntos. Tantas baladas! Você sempre alegre, carinhoso, arrasava corações e meus ex-namorados sempre sentiam ciúmes do meu primo. E como a gente dançava? Noooooossssaaa, como a gente dançava. Na festa do meu casamento, (que aliás, você deu a maior força para o maridão que está aqui), todos se lembram de como você me tirou pra dançar, mas como não podia roubar a cena do noivo, pegou minha mã

Minha relação com a amamentação.

Este post contém fragmentos de uma história que custei a colocar pra fora... Imagem da web Eu queria ter escrito este texto ainda adolescente, pois desde aquela época o tema amamentação surgiu na primeira terapia que procurei sozinha, na tentativa de tentar entender o incomodo que insistia em aparecer e eu não sabia de onde. Na época, me indicaram um então conceituado profissional e foi então que comecei a fazer parte de um grupo selecto de pessoas que leram o prospecto de um dos livros escritos por ele, antes de ser publicado: "Terapia pela roupa" , do psicólogo Mamede Alcântara. Meu nome está lá, nos agradecimentos :-), é só conferir. Durante um momento da terapia, surgiu no inconsciente um sentimento estranho. Eu sentia uma fome e uma dor muito grande, como uma agonia mesmo. Chorei, tive cólicas, me contorci. Neste momento, ele me pediu para chegar em casa e conversar com minha mãe e saber um pouco mais sobre meu nascimento, meu parto, enfim, meu passado. Minha